ad

Posts Relacionados

2 Comentários

  1. 1

    David Lamy

    Olá
    A minha pergunta é porque aqui nas explicações sobre as várias tintas à base de água não são referidas as tintas à base de silicatos e qual o papel e produtos nela utilizados como solventes, só referem a proporção utilizada. abaixo de 40g por litro. Obrigado.
    David Lamy

    Responder
    1. 1.1

      Tintas e Pintura

      Olá David Lamy,

      As tintas de silicato são constituídas por um ligante inorgânico, o silicato de potássio, e por um ligante orgânico, geralmente uma dispersão acrílica. Segundo a norma em vigor (DIN18363), para que sejam consideradas tintas inorgânicas a dispersão orgânica não pode ter um peso maior que 5% na formulação. O ligante orgânico adicionado funciona não só como estabilizante, mas também acaba por melhorar a protecção à humidade, resistência ao gizamento e adesão. O elevado gizamento destas tintas é uma das suas principais desvantagens.
      São tintas que “formam filme” através de uma reacção química entre o silicato de potássio, o óxido de cálcio dos substratos minerais e o dióxido de carbono que existe na atmosfera. Esta reacção, denominada petrificação, é responsável por uma adesão essencialmente química e não física, que oferece algumas vantagens porque assim não se assistirá ao despelamento do revestimento.
      Devido à grande proporção de silicato de potássio, o sistema de silicato é fortemente alcalino (pH>11) e, por isso, o ligante orgânico a usar deve ser muito resistente à alcalinidade e estável à hidrólise. A alcalinidade destas tintas traz também problemas ao nível de aplicação tornando-se necessário utilizar protecções adequadas para evitar queimaduras químicas.
      A sua natureza química permite que sejam tintas muito resistentes à alcalinidade e também tintas não combustíveis, à prova de fogo. Por causa da sua morfologia, as tintas de silicato têm uma PVA excelente e facilmente atingem os requisitos presentemente impostos em revestimentos porosos. No entanto, têm uma elevada absorção de água porque a presença de silicato de potássio aumenta a existência de grupos carboxílicos dissociados que tornam o filme mais activo osmoticamente, aumentando a sua hidrofilicidade.
      Estas tintas podem ser aplicadas em substratos minerais novos ou em reabilitação de substratos minerais, não podendo ser aplicados sobre madeira, metal ou outra superfície não mineral. A aplicação prévia de um primário de silicatos melhora a adesão, uma vez que promove a reacção entre a tinta e o substrato.
      Tal como no caso das tintas de silicone, para produzir cores tem que se utilizar pastas de pigmentos inorgânicos, devido ao pH alcalino da tinta.

      Pode obter mais informações sobre este tipo de tinta lendo as fichas técnicas, veja por exemplo;
      Cin: http://www.tintasepintura.pt/wp-content/assets/artigos/pt/ProdutosFichasTecnicas/ProdFichCin/10-150_SIL-K_.PDF
      Dyrup: http://www.dyrup.pt/~/media/Iberia/Produtos/Fichas-Tecnicas-PT/5765%20-%20Tinta%20Silicato%20-%20FT.pdf

      Sempre ao dispor.

      Tintas e Pintura

      Responder

Importante:

Se tem alguma questão técnica para nos colocar, consulte primeiro a nossa página “Base do Conhecimento”. Nesta página encontrará um grande número de questões que já foram respondidas.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *