ad

Questões Mais Frequentes – Paredes

Paredes

Para reparar as rachas ou fissuras numa parede de painéis de gesso cartonado, antes de voltar a pintá-lo, enchem-se as brechas com massa de enchimento. Uma vez seca a massa, lixa-se até ficar lisinha.
Sim, é necessário aplicar um primário antes da tinta de acabamento. O primário pode ser acrílico ou sintético e deve certificar-se que este é bastante líquido para penetrar na superfície. No entanto, recomenda-se a aplicação de um primário universal ou de uma imprimação, sobretudo quando se trata de gesso farinhento. Deve utilizar um primário e uma tinta compatível entre si.
Para pintar o tecto de gesso num zona de duche, pode utilizar tinta acrílica e é importante que a tinta seja acetinada ou brilhante para que possa resistir à humidade e lavagens frequentes. Também pode utilizar um esmalte aquoso ou uma tinta de base pliolite que são mais resistentes.
Deve aplicar antes da tinta o respectivo primário, que seja apropriado para superfícies de gesso cartonado e compatível com a tinta de acabamento.
Para se combater de forma eficaz as manchas de humidade é necessário:
  1. Detectar e tratar a origem das manchas, seja por um problema de infiltrações ou de falta de ventilação.
  2. Aplicar sobre a parede ou tecto, uma vez limpo e seco, um primário anti-humidade.
  3. Após este aplicar uma tinta de acabamento apropriada à superfície.
Sim, pode-se pintar depois de tratar uma fachada ou muro exterior com um produto anti-musgo.
Após aplicar o produto convém respeitar um prazo de um a dois dias antes de aplicar a tinta.
Não se devem utilizar tintas amarelas ou vermelhas para pintar uma fachada, pois estas são pouco resistentes aos raios UV.
Sobre uma fachada em bom estado, deve-se aplicar uma tinta acrílica. Dependendo da sua qualidade, a pintura pode durar entre 7 a 10 anos.
Para voltar a pintar uma fachada recoberta de tinta pliolite, é recomendável usar uma tinta do mesmo tipo ou 100% acrílica, depois de uma limpeza e lixagem da superfície.
Sim, pode-se pintar uma parede de cimento hidrófugo.
É aconselhável aplicar um primário indicado e acabar com uma tinta de acabamento acrílica. Comprovar que a parede está completamente seca antes de iniciar o trabalho.
Aconselha-se a pintar ininterruptamente a totalidade de uma parede ou tecto, para evitar as marcas de união da tinta que se produzem ao pintar sobre outras zonas já pintadas e secas.
Sobre uma tinta acrílica mate pode-se aplicar uma tinta acrílica ou sintética directamente, no entanto o mais aconselhável é repintar com o mesmo tipo de tinta.
O cimento é um material muito alcalino. Esta alcalinidade provoca uma reacção química (saponificação) em algumas tintas até provocar a sua destruição, processo que se desenvolve muito mais rapidamente no caso de existir humidade. Se o PH medido for inferior a 9, podem-se aplicar esmaltes e outras tintas tradicionais. É sempre aconselhável verificar as condições da humidade existente e o estado da superfície, e utilizar os produtos especializados para este tipo de suportes.
Como estas paredes se vão sujar com muita frequência e por isso é necessário serem lavadas com frequência deve-se aplicar uma tinta resistente a lavagens como por exemplo as que se devem aplicar nas cozinhas e casas de banho ( tintas acetinadas ou brilhantes acrílicas ou em alternativa esmaltes aquosos).
Para lavar uma parede com tinta brilhante ou acetinada, deve-se utilizar um detergente suave (neutro) bastante diluído.
  1. Começar a lavar as paredes partindo de cima evitando que o detergente escorra e deve-se esfregar suavemente.
  2. Enxugar com água limpa, de preferência com uma esponja natural.
  3. Para eliminar qualquer resto de água pode-se passar uma camurça.
Sim, pode-se pintar, mas é importante que se aguarde pelo menos 24 horas antes de começar a pintar.
Para tratar pequenas fissuras é necessário utilizar um raspador triangular para abrir a fissura e aplicar uma massa acrílica para paredes.
Deve-se aplicar, com espátula, em camadas finas de 1 a 2 mm. Deixar secar entre camadas e lixar com lixa fina antes de efectuar a aplicação da tinta.
Existem massas diferentes para paredes interiores e para paredes exteriores.
Sim, pode-se pintar sobre o tijolo tal como se faz sobre betão, reboco, estanhados, pedra, etc.
Deve-se utilizar os produtos indicados para este tipo de suporte.
Sim, desde que se espere o tempo necessário para a cura completa (aproximadamente 1 mês) conforme a altura do ano e da zona.
Não é conveniente. Primeiro deve aplicar-se um primário promovedor de aderência para que a tinta de acabamento adira bem e não venha a desprender-se
Sim, é necessário aplicar um primário próprio para este tipo de superfície e só depois aplicar a tinta de acabamento.
Para se voltar a pintar uma parede ou tecto que se esfarelam, deve-se proceder do seguinte modo:
  1. Remover todas as partículas não aderentes à superfície (tinta a escamar). No caso de ser no exterior deve-se efectuar uma limpeza completa e cuidadosa com jacto de água sob pressão.
  2. Aplicar um primário aglutinador e fixador (pliolite ou acrílico) para consolidar o suporte.
  3. Aplicar a tinta plástica de acabamento e que seja compatível com o primário.
Para se pintar paredes anteriormente caiada, deve-se proceder do seguinte modo:
  1. Escovar intensamente de modo a eliminar a maior parte da película de cal.
  2. Aplicar um primário selante aglutinador (pliolite ou acrílico) para consolidar o suporte.
  3. Aplicar a tinta plástica de acabamento que seja compatível com o primário.
As marcas de secagem podem dever-se a uma secagem demasiado rápida da tinta, isto pode acontecer devido ao ambiente estar muito quente e ou existirem correntes de ar. Deve-se evitar estas situações.
Para evitar esta situação pode diluir um pouco a tinta com o dissolvente adequado.
  • Para uma tinta aquosa: utilizar um pouco de água.
  • Para uma tinta sintética: utilizar um pouco de diluente sintético.
  • Para outros tipos de tinta utilizar o diluente apropriado.
Estes dissolventes fluidificam a tinta e prolongam o seu tempo de utilização.
Se passar com um rolo ou pincel mais vezes, ou com menos força, numa zona do que em outra, esta situação pode acontecer, porque a zona fica com maior cobertura, ficando assim com um aspecto mais escura. De-se aplicar a tinta de modo uniforme para evitar estas situações.
A pintura com luva é uma técnica de pintura decorativa. Consiste na aplicação da tinta com uma luva de lã especial, desenhando movimentos circulares em forma de oito. Dá um efeito de ''patine'' à parede, deixando simultaneamente ver o fundo.
Para este tipo de aplicações é aconselhável a utilização de uma tinta acrílica.
Sim, é possível transformar uma parede rugosa numa parede lisa, mas atenção, este é uma missão um pouco trabalhosa e também um pouco difícil, nomeadamente porque a parede tem que ficar toda lisa e direita.
Leia o nosso artigo "Como transformar paredes rugosas em lisas"; < href="http://www.tintasepintura.pt/como-transformar-paredes-rugosas-em-lisas/" target="_blank">aqui.
Sim, é possível pintar os velhos azulejos que tem na cozinha, casa de banho ou num outro local qualquer.
Leia o nosso artigo de "Como pintar azulejos"; < href="http://www.tintasepintura.pt/pintura-de-azulejos/" target="_blank">aqui.
Não é aconselhável lavar paredes pintadas com tintas de aspecto mate, pois as paredes podem ficar com manchas.
Existem ainda assim tintas mate que podem ser lavadas, para ter a certeza se pode ou não lavar as paredes da sua casa, consulte a informação técnica da tinta que foi aplicada na sua casa.

Não encontrou a resposta que pretendia? Então, envie-nos um e-mail com a sua questão.

Leia Também