ad

Questões Mais Frequentes – Outras Superfícies

Outras Superfícies

Sim, existem produtos apropriados para esse fim, tanto para terraços transitáveis como para terraços onde não exista passagem de pessoas.
A tinta acrílica não amarelece com o calor, o que a torna perfeita para radiadores. Para tal fim, aconselha-se a aplicar a primeira mão e deixar secar 6 horas (depois desta aplicação podem aparecer manchas verdes pela reacção da tinta sobre o metal, que desaparecerão com a aplicação da segunda de mão.
Não, não se pode pintar directamente um chão encerado.
  • Para pintá-lo, há que retirar a cera, para isso, deve-se aplicar um produto próprio, tira ceras, esfregando com esfregão de aço. Enxaguar o chão e deixar secar.
  • Depois lixar com papel de lixa fino. Tirar o pó. Após isto, é possível pintar o chão, sem diluir a tinta.
  • Aplicar duas demãos de tinta de chão em aplicações cruzadas. Deixar secar 2 a 3 dias antes de pisar outra vez o chão e, pelo menos, 6 dias antes de colocar móveis em cima.
Para pintar os móveis do jardim de plástico, deve-se lixar suavemente os móveis, e aplicar um primário especial para promover a aderência da tinta a materiais plásticos. Finalizar o trabalho com uma tinta adequada.
Sim, é possível pintar este tipo de superfície, para isso deve-se aplicar uma tinta própria para esse fim, que seja resistente a altas temperaturas.
A superfície deve ser limpa de óleos, gorduras, sais e outros contaminantes com um produto adequado ou decapado com jacto abrasivo e depois pintado.
Sim, para voltar a pintar um pavimento exterior de cimento deve-se utilizar uma tinta especial para pavimentos exteriores de cimento.
Aplicar esta tinta sobre um chão seco e limpo, sem pó, sem tinta a soltar-se, desengordurado ou decapado.
Dica: Para pintar com maior facilidade, utilizar um rolo de espuma colocado num cabo extensível.
Não é aconselhável pintar mosaicos de vinil no chão, de facto, um primário especial para plástico não iria aderir sobre estas placas.
Será melhor retirar os mosaicos, nivelar novamente o chão e aplicar tinta especial para chão.
Sim, pode-se colar um revestimento para chão de plástico ou de alcatifa sobre um suporte pintado. No entanto, é conveniente limpar o chão para assegurar uma boa aderência da cola.
Sim, é possível pintar a cortiça. Para fazê-lo, deve-se utilizar tintas aquosas ou sintéticas.
Sim, pode-se utilizar uma tinta especial para piscinas, que esta irá resistir ao sal da água do mar.
Não é conveniente envernizar os frisos de PVC, porque o verniz não adere bem neste tipo de material. No entanto, é possível pintá-los. De qualquer forma, já que o PVC é um material resistente e lavável, não é necessário envernizá-lo.
Sim, para pintar uma tomada há que lixar a sua superfície para melhorar a aderência da tinta. Pode ser necessário aplicar um primário de aderência.
Não, não se deve pintar nunca um suporte de alcatrão, pois o suporte e a tinta ficarão amarelos. A solução consiste em decapar o suporte antes de qualquer outra intervenção.
É melhor pintar o chão da garagem num dia seco e com uma temperatura entre 15 e 20º C.
De um modo geral, as superfícies a pintar devem estar bem secas, isentas de poeiras, areias soltas e gorduras.

Pintura de Raiz:
  • Em betonilhas novas, é fundamental aguardar a “cura” do betão até que este se apresente neutro (dependendo do tipo de argamassa usada, sugere-se um mínimo de 60 dias, com regas periódicas).
  • Zonas deterioradas ou com fraca resistência devem ser devidamente reparadas. Aplicar então, uma demão de preparação da tinta diluída de 10 a 20%. Esta demão uniformiza a absorção da superfície e deve ser tanto mais diluída quanto mais “vidrada” se apresente a superfície.
  • Após boa secagem pode então aplicar-se o acabamento.
Repinturas:
  • Remover toda a tinta antiga mal aderente, efectuando de seguida uma limpeza geral.
  • Após secagem, aplicar a demão de preparação nas zonas reparadas. Caso seja necessário, efectuar previamente um despolimento geral (com lixa média/grossa).
Importante: Deve seguir as instruções dadas pela marca do produto que usar, leia a ficha técnica do produto.
Para retirar a tinta dos pavimentos cerâmicos, proceder da seguinte forma:
  1. Aplicar um decapante adequado.
  2. Deixar actuar o decapante até que a tinta amoleça.
  3. Retirar os restos com uma espátula (é importante utilizar a espátula com cuidado para não riscar a superfície dos pavimentos).
  4. Aclarar com água abundante e retirar os últimos resíduos de tinta com uma escova (para os mais resistentes, pode-se utilizar um papel de lixa fino).
Atenção: não utilizar nunca ácido clorídrico, pode estragar os pavimentos, e utilizar sempre luvas e óculos de protecção.
Não, porque o azulejo é vidrado, ou seja, apresenta uma superfície sem poros e não deixa aderir o verniz. Apenas poderá pintar, desde que leve um primário de aderência.
Para se pintar sobre um objecto que tem a tinta estalada, deve lixar o objecto com uma lixa própria, aplicar uma massa pronta a usar nas zonas danificadas, deixar secar e voltar a lixar, finalmente efectuar a pintura.
Sim, para remover a tinta dos graffitis, existem produtos especiais à venda em lojas da especialidade para esse fim.
Nota: para preservar as paredes de eventuais pinturas, pode-se aplicar um verniz anti-graffiti que irá facilitar a sua remoção.
Sim, pode-se pintar um lava-louças de resina, desde que se utilize uma tinta que resista ao contacto prolongado com a água e com o calor e que não seja tóxica ao contacto com os alimentos. Nunca utilize uma tinta tradicional.
Sim, para impermeabilizar o papel de parede e protegê-lo deve-se aplicar um verniz aquoso acrílico incolor, com rolo próprio. Faça sempre um teste prévio para ver se o produto não estraga o tipo de papel que está a usar.
Quando é necessário criar juntas totalmente estanques, para evitar qualquer infiltração, existem massas de reparação que garantem a sua impermeabilidade.
Não se deve envernizar sobre uma superfície pintada. Primeiro deve-se decapar a pintura para deixar o suporte totalmente limpo.
Sim, existem produtos especiais formulados à base de resinas de silicone que se podem usar para esse fim.
Este produto forma um revestimento totalmente invisível e repela a água ou outros líquidos.
Quando os produtos vão ser aplicados sobrepostos, é sempre recomendável utilizar produtos da mesma marca, que sejam compatíveis entre si. Só assim haverá menos riscos dos produtos serem incompatíveis, e de vir a haver problemas.
Em caso de dúvida, faça um teste prévio.

Não encontrou a resposta que pretendia? Então, envie-nos um e-mail com a sua questão.

Leia Também