ad

Esquemas Envernizamento de Madeiras

Envernizamento de Madeiras
Superfícies Novas no Interior Superfícies Novas no Interior ou Exterior Superfícies Já Envernizadas/Pintadas
Superfícies Especiais
– Soalhos;
– Escadarias;
Superfícies no Geral
– Portas, Janelas, Labrins;
– Mobiliário e Corrimãos;
– Revestimentos de Paredes e Tectos;
– Superfícies envernizadas com verniz de tipo diferente;
– Com verniz do mesmo tipo mas em mau estado de aderência;
– Superfície pintadas;
Afagamento de toda a superfície; Limpeza geral, removendo eventuais gorduras, ceras, poeiras, etc. Imprescindível Remoção Completa do Revestimento (por decapagem, raspagem, lixagem ou queima)
Aguardar Secagem -Envernizadas com verniz do mesmo tipo em bom estado de aderência;
Lixagem Geral (lixa média ou fina)
Tratamento de madeiras atacadas com fungos e carunchos e/ou prevenção ao seu aparecimento;
Para acabamentos com poro fechado aplicação de Tapa-poros; (a)
Aguardar Secagem e Lixar
Aplicação do verniz de Acabamento
Superfícies Especiais
– Vernizes de Base Poliuretano;
– Vernizes de Base Époxy;
Superfícies no Geral
– Vernizes de Base Aquosa;
– Vernizes de Base Sintética;
Entre Demãos
– Aguardar o tempo de secagem recomendado;
– Lixar ligeiramente entre demãos com lixa fina;

(a) Tapa-poros não é recomendado para exteriores.